Minha vida fora dos trilhos

Autora: Claire Vanderpool

Título original: Moon over Manifest

Ano de publicação no Brasil: 2017

Editora: Darkside Books

Link da sinopse do livro: https://www.darksidebooks.com.br/minha-vida-fora-dos-trilhos/p

Este livro faz parte do selo Darklove, que publica livros escritos por mulheres com muita história para contar e com a incrível capacidade de aquecer os nossos corações!

Ao escolher uma nova leitura, eu sempre levo em consideração a sua sinopse e a capa. No caso da Editora Darkside, ela preenche estes dois requisitos com o seu trabalho de edição impecável e uma sinopse capaz de mostrar um livro repleto de reflexões e ensinamentos:

Capa do livro e cartão postal


Contracapa
Mais detalhes da edição

Em Minha vida fora dos trilhos, o título da sinopse Às vezes precisamos descer do trem para seguir adiante, convida o leitor a se fazer os seguintes questionamentos: O sentido de seguir adiante é abandonar o velho em busca de algo novo ou algo a mais? É o arriscar ou se permitir olhar a vida por uma nova perspectiva?

É com base nestas perguntas que se  baseia a história do livro, tendo como tema principal a imigração que é desenvolvida através dos seus personagens (eu sei que parece muito personagem, mas no decorrer da leitura você percebe que cada um deles tem seu papel fundamental na narrativa):

Abilene Tucker: uma menina de 12 anos que é enviada pelo pai Gideon para a cidade de Manifest (Kansas) no verão de 1936, enquanto ele ficará trabalhando na construção de uma estrada de ferro em outra cidade.

Shaddy: Dono de um bar e pastor de uma Igreja estabelecida no mesmo local. É quem acolhe Abilene em sua chegada a Manifest, tendo em vista o vínculo que possui com o pai da menina, Gideon. É um dos personagens que aparece tanto no ano de 1917 e 1918 quanto no ano de 1936.

Ruthane e Lettie: primas, amigas de Abilene e cúmplices na aventura para descobrir quem é a pessoa que adota o codinome “Cascavel”.

Sta. Sadie: Uma vidente húngara e proprietária do Caminho da Perdição (casa de vidência). É através dela que a história é contada à Abilene no ano de 1917 e 1918.

Hattie Mae: Repórter  e responsável pela coluna “Suplementos de Notícias da Hattie Mae”, no jornal Manifest Herald desde de 1917.

Irmã Redempta: responsável por lecionar as crianças de Manifest e ajudar os demais moradores da cidade. 

Jinx e Ned: Protagonistas da história no período de 1917/1918. Amigos que se separam quando Ned se alista para as Forças Armadas e parte para a 1ª Guerra Mundial.

Devido aos dois períodos temporais (1917/1918 e 1936) que o livro possui, ele aborda com riqueza alguns temas históricos como:

 – A existência do Ku Klux Klan na cidade de Manifest e do repúdio do grupo por negros e imigrantes (Leitura complementar sobre o tema: https://www.historiadomundo.com.br/curiosidades/ku-klux-klan.htm);

– A vida dos soldados durante a 1ª Guerra Mundial, através de cartas escritas pelo Ned e endereçadas a Jinx:

Carta de Ned para Jinx

 – A Lei Seca nos EUA, através do bar do Saddy (Leitura complementar sobre o tema: https://mundoeducacao.bol.uol.com.br/historia-america/lei-seca-dos-eua.htm);

 – O regime análogo à escravidão que os imigrantes se sujeitam em minas de carvão.

Apesar dos temas delicados em vários pontos que o livro traz em seu bojo, a autora conseguiu narrar esta história de uma forma sensível e através dos olhos de uma menina aventureira e corajosa.

Ademais, não tive como não lembrar dos meus avós ao ler este livro, pois eles também eram imigrantes, que abandonaram tudo em Portugal para tentar uma nova vida e um futuro melhor aqui no Brasil. 

Recordo as histórias de luta e de coragem deles para construírem sua casa, educarem seus filhos e a saudade da família no outro lado do oceano.

Alguns pontos importantes para serem ressaltados com relação à edição:

-Os capítulos do livros são intercalados em fatos que ocorreram em 1917/1918 e no presente de  1936.

-O capítulo que retrata os anos de 1917/1918 possui uma fonte diferente de letra, a fim de ajudar o leitor a se situar em que ano se passa a história:

Fonte de um dos capítulos de 1917/1918
Fonte dos capítulos de 1936

Este livro apresenta uma nota da autora muito interessante e enriquecedora, pois ela aborda a sua inspiração para a criação dos personagens e da cidade fictícia de Manifest.

Por fim, eu recomendo a leitura deste livro pura e simplesmente por causa da história que é muito emocionante, real e atual, mesmo que seja narrada no início do século passado:

Porém, o que a mulher húngara disse os fez reconhecer de repente algo especial uns nos outros. Eles tinham o mesmo sangue. Sangue de imigrante.

Caso você tenha gostado deste livro e queira ajudar o blog a crescer, compre por este link aqui: https://amzn.to/3c8D8sc

Um grande beijo e até o próximo post!!

3 comentários em “Minha vida fora dos trilhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: