Projeto “Reeducação do Imaginário”

Um novo ano já está aí na nossa porta e com ele novos sonhos, novos projetos e recomeços!

Para mim, um dos projetos de leitura que eu pensei para o ano de 2020 foi inspirado no maravilhoso trabalho do Juiz Márcio Umberto Bragaglia da Vara Criminal de Joaçaba – Santa Catarina denominado “Reeducação do Imaginário”. (a entrevista é longa, mas vale muito a pena!!!)

Tal projeto tem como instrumento o uso da leitura de seletos livros (lista abaixo), acompanhados de dicionários, para a remição da pena dos presos em até 4 dias por cada obra lida.

Com exceção dos presos temporários, tal projeto se aplica aos demais apenados que se inscrevem no programa de forma voluntária. 

Os livros são adquiridos através de acordos firmados com o Ministério Público que revertem a pena a infratores que cometeram crimes de menor potencial ofensivo, no qual é determinado a compra de uma quantidade dos livros abaixo mencionados.

Além do mais, a proposta é uma tentativa corajosa de incentivar o uso deste poderoso instrumento, que é o livro, para ajudar na formação do caráter ou até mesmo na ressocialização desses indivíduos:

 A seleção das obras se dá, (…), com base no encadeamento de temáticas relevantes aos objetivos do projeto: culpa e arrependimento, escolhas e consequências, responsabilidade pessoal, aprimoramento da percepção (inclusive de questões transcendentais), reflexão sobre a dor e sofrimento causado e suportado, fardos, preço e valor da liberdade. (Márcio Umberto Bragaglia, Mídia sem Máscara, 2013)

O que é mais cativante neste projeto e o que o torna digno de divulgação é o fato de não bastar somente o preso ler o que lhe é determinado, mas também entender e saber explicar o que foi compreendido com a leitura.

Ademais, para que ocorra a remição da pena, é necessário a realização de entrevistas feitas no presídio pelo Juiz,  por seus assistentes e acompanhadas de perto pelo Ministério Público, OAB e Defensoria Pública. 

Logo, me inspirando neste trabalho ímpar e exemplar, eu tracei como meta a leitura dos livros indicados pelo Juiz Marcio Bragaglia, sendo estes:

Crime e Castigo – Fiódor Dostoiévski

Coração das Trevas – Joseph Conrad

Othello – William Shakespeare

Moby Dick – Herman Mellville

O Vermelho e o Negro – Stendhal

A Montanha Mágica – Thomas Mann

Paraíso Perdido – John Milton

Macbeth – William Shakespeare

A Morte de Ivan Ilitch – Leon Tolstói

O Senhor dos Anéis – J.R.R. Tokien

Grandes Esperanças – Charles Dickiens

Fahrenheit 451 – Ray Bradbury

Ficções – José Luis Borges

Dom Quixote – Miguel Cervantes

Os noivos – Alessandro Manzoni

Os anos de aprendizado de Wihelm Meister – Goethe

Contos completos – Flannery O’Connor

Os demônios – Fiódor Dostoiévski

Demian – Herman Hesse

O médico e o monstro – Robert Loius Stevenson

As crônicas de Nárnia – C.S. Lewis

Divina Comédia – Dante Alighieri

Confissões – Santo Agostinho

Diário de um pároco de aldeia – Georges Bernanos

O homem sem qualidades – Robert Musil

A estrada – Cormac MacCarthy

E com este post, eu me despeço de 2019 repleta de boas leituras feitas no decorrer deste ano e a espera de 2020 com mais livros surpreendentes e capazes de mudar a forma que enxergamos o mundo!!

Quer ter como meta literária algum destes livros? 

Já leu algum livro desta lista e quer compartilhar a sua experiência? 

Deixe o seu comentário!!!


Um grande beijo e até o primeiro de muitos posts do ano que vem!!

5 comentários em “Projeto “Reeducação do Imaginário”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: